domingo, 12 de julho de 2009

Capítulo 28 - Indo para Veneza


Fala Rapaziaaaada!!!

Muito bom estar de volta ao Brasil!!! \o/\o/ Isso mesmo, já estou por aqui. Ainda não cheguei na minha terrinha, estou com a minha família em BH, mas já está valendo =D.

Vou continuar a estória de onde parei, lá vai:


Veneza

Veneza é uma cidade bastante especial, e essa fama toda que ela tem não é em vão, absolutamente. Dá pra sentir na pele sua atmosfera única, romântica e histórica.

Além dos canais, que a corta como um sistema nervoso gigantesco, e da Piazza San Marco (praça famosa), a cidade em si esconde muitas coisas, desde lojas caríssimas a locações de filmes de 007, de becos estreitos à um mundo de turistas boquiabertos. Aliás, os becos são atração a parte. Da mesma forma que desvendam partes incríveis, fazem você ficar totalmente perdido (eu me perdi inúmeras vezes – impossível não se perder naquele labirinto).


Pra quem não sabe, Veneza já foi a maior potência naval da Europa e era de onde Marco Pólo saía pra desbravar por outros mares. Á bastante tempo atrás, as casas começaram a afundar devido à má fundação e condições do solo (conseqüência do avanço do mar na cidade) e parecia que a cidade estava condenada ao abandono e esquecimento. Contudo, eis que um dos Maledeto Bigodeto da época chegou com uma solução original para o problema, preencher todo o solo abaixo das edificações com troncos de árvores, melhorando a fundação e até reavendo as condições de expansão urbana. E é por esse motivo que a cidade tem muito de sua parte sobre palafitas.

Veneza é também a única cidade que eu conheço que não possui carros. Não se pode entrar na cidade com eles e toda a malha de transporte pública é feita por gôndulas (que custam pelo menos 80 € - facada da da...), lanchas e os vaporetos, que são as embarcações que percorrem o maior canal da cidade, que tem a forma de “S”.



Ao contrário da peculiaridade gigantesca, a cidade não foi das que mais deram estórias pra contar. Na verdade eu comecei o dia decidido a ir pra Áustria, mas acabei tendo que fazer esse sacrifício (kekekek :P) pelas razões que vos contarei agora.



Dia 22-10 -> Vennezia



Passei a noite planejando com o Fede (o meu host em Torino – já que eu imagino que ninguém lembre mais kekekek) como fazer pra chegar na Suíça, e eis que ele me mostrou o mundo do EuroRail ticket. Pra quem não sabe, esse ticket é uma passagem especial de trem que te dá algumas vantagens, e uma das opções que existem no site dele é de um tipo chamado GLOBAL EuroRail, válido pra diversos países (eu usei isso no meu último mochilão). Bom, fiz vários planos que mudariam a viagem totalmente. Eis o plano decidido naquela noite:


  • Ir pra Milão e comprar o EuroRail ticket lá
  • Ir direto pra Insbruck ( Áustria )
  • Depois tomar rumo em direção ao oeste, cruzando toda a Suíça de leste pra oeste
  • Chegar em Berna (onde tinha host agendado) no dia 23 de manhã.

Mas como Murphy é teimoso, certamente eu não poderia ter tantas esperanças...

Parti logo cedo da casa do Fede em direção à estação de metrô pra de lá ir pra ferroviária. Putz, quem disse que eu consegui achar o metrô? Kekekekeke. O metrô ficava bem distante da casa dele e segundo às informações que ele me deu, eu deveria andar em torno de 30 minutos atravessando o bairro todo. O ruim é que eram 4:30 da manhã, não tinha uma única alma viva pra me ajudar e as ruas estavam tomadas por uma cerração medonha (eu praticamente estava no clipe to thriller). Depois de ficar preocupado, consegui ajuda e finalmente cheguei lá. Rééé, isso aí, agora é só entender a mulher dentro do vagão do metrô falando em italiano o nome da estação... tô lascado né? Não!! Com italiano foi muuuito tranqüilo =D, principalmente comparado a grego ou búlgaro ¬¬.



Enfim, consegui sair na estação certa, peguei o trem e cheguei em Milão ainda bem cedo. A estação de Milão parece rodoviária do interior do Brasil, é uma bagunça só. A única diferença é que é cheio de pessoas carregando esquis na mochila :P (eu estava bastante próximo dos alpes suíços).


Lá estava eu na fila pra comprar o bilhete especial e graças a deus ela estava andando bastante rápido. Foi indo, indo e chegou a vez do cara na minha frente. Não sei o que danado ele foi falar com a atendente mas deu a maior confusão. Primeiro a atendente perguntou alguma coisa a outro atendente, e esse respondeu rispidamente a ela (a propósito, italiano é mais grosso que Vaca Atolada - só deus sabe se vocês conhecem esse prato). Não contente, a atendente respondeu a esse cara meio sarcasticamente (ai aaaai) e daí começou a bagunça. Apareceram mais atendentes e entraram no meio da confusão, os gerentes apareceram e começaram a gritar com todo mundo, uma mulher atrás do biombo começou a chorar e não havia mais ninguém atendendo. E o pior, toda essa confusão (apesar de ter sido levada pra trás do biombo que separava os atendentes da parte de gerência), foi ao redor de um microfone que dava pra caixas de som no terminal. Kwekwkewkekwekwekw. Tem lógica isso? Todo mundo lá nas filas escutando a discussão. E num era discussãozinha de buteco não, tava mais pra briga de estádio. A gritalhada e esculhambação rolando do lado de dentro e do lado de fora todo mundo espantado e com vergonha alheia, e bote vergonha alheia nisso #D.


Após uns 6 minutos, a poeira baixou e alguns atendentes retornaram a seus postos. Adivinha quem voltou pra me atender?

a) Gattuso

b) Usrinho Pooh

c) O fantasma do Michael Jackson

d) A atendente chorona



Pois é, a atendente chorona veio, não conseguiu falar nada comigo e por causa da confusão toda, me disseram que brasileiros não podiam comprar o EuroRail ticket. >/

Putz, todo o planejamento foi por água abaixo =(.

E por esse motivo eu comprei a passagem pra Veneza mesmo e adiei a visita à Áustria. :/

Mas até que foi bom, passei o dia todo numa das cidades mais interessantes que eu já visitei na vida. \o/

No caminho entre Milão e Veneza, eu conheci....


To be continued.



9 comentários:

Andrea Carolino disse...

Eu queria conhecer Veneza, Viena e Verona (acho q essa mais q as outras).

Tu já notasse que TO BE CONTINUED...

¬¬

Ane disse...

vc conheceu??
EEEEE.... o blog ta atualizadoooo

johannes disse...

conheceu quem? gisele bundchen =P

ei, quando chegar aqui avisa!!

Sandro Stéfano disse...

Estamos aguardando a continuação dessa história. Espero que lá nos países da cortina de ferro vc não tenha se comportado como o Maranhão, que não pegou ninguém.

lcss disse...

cri cri
:P

Larissa disse...

GATTUSO!!!!!!!!!!!!!!!
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Maymay disse...

Soh de vida boa neh?!! Que bom, fico feliz por vc! bjOO

Isabella disse...

Como a gente sabe aonde o sr. se encontra hoje, por exemplo?

Jen disse...

cant wait for the story to be continued!!! kekekekeke... \o/\o/\o/