sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Capítulo 17 - Momento Prestwick

Eae Galera!!


Nunca imaginei que gostaria tanto de retornar à Glasgow, mas eis que fui arrebatado por essa vontade de voltar logo pra minha casinha. Pois é, descobri que adoro essa cidade e a tenho visto ainda mais bela que antes.

Haa, o mochilão foi fooooooda!! Sou totalmente fã de mochilões agora, o destino pouco importa. Nada mais é necessário além de uma mochila, uma máquina fotográfica, uns trocados e um espírito mochileiro que fale bem alto.

Cá estou eu de volta à rotina e cheio de coisas pra contar sobre a viagem, então vamos parar de embromação e vamos logo ao que interessa. Vou contando aos poucos o que foi acontecendo dia após dia, ou se o dia tiver sido bem cheio, eu vejo como dá pra dividir. Comecemos então pelo começo.

Dia 20-10 -> O começo do mochilão.

Até antes de me deitar do dia 19 pro dia 20 tudo parecia normal, mas tudo mudou quando as luzes se apagaram. A ansiedade veio substituir a luz com competência assustadora e muita coisa começou a passar pela minha cabeça - acho que nada inesperado.
De repente, o despertador alarma pra avisar que o dia 20 já chegou, e a correria tomou conta. "Caaaaalma Diego, ainda são 09h e o vôo (ainda é vôo mesmo e pronto - a nova norma da gramática ainda não chegou aqui na Escócia) está marcado para 13:50h!!".
- Beleza, vamos dormir mais um pouquinho (quem nunca fez isso que levante a mão - e sim, eu falo sozinho).

Lá pras 09h eu já estou pronto e terminando o café, tudo corre como previsto e com tempo de sobra. Eis que às 10:30, eu já estou a caminho da estação de ônibus daqui (Buchanan Bus Station), onde tudo vai começar. De cara eu já vejo o Flyer, o ônibus que leva pro Aeroporto Internacional de Glasgow (lembrem bem desse nome), parado numa das primeiras plataformas, praticamente esperando por mim. Eu pergunto se o ônibus está indo mesmo pro aeroporto internacional e ele confirma. "Lá vamos nós... viagem maluca da peula... sozinho, indo pra uns países que falam idiomas que eu não sei nada e ainda pra ficar em casa de desconhecidos... mas podia ser pior... de algum jeito que eu não sei".

30 min depois ele chega ao Aeroporto Internacional de Glasgow (já era umas 11:10h), e eu fui direto procurar pelo guichê da minha querida Ryanair. Dei a primeira passada pelo saguão das companhias aéreas e nada de ver o da Ryanair. Passei pela segunda vez e nada. Num teve outro jeito, fui lá na mulher das informações (vocês num imaginam como eu precisei dessas mulheres das informações turísticas durante a viagem).
- Ô minha senhora, por um acaso você sabe onde fica o guichê da ryanair aqui no aeroporto?
Enquanto ela mexia nuns papéis lá e ignorava completamente a minha pergunta, soltou um:
- Aqui num tem guichê da ryanair não.
- Como não minha senhora, aqui num é o Aeroporto Internacional de Glasgow?
E ela com uma cara de sarcasmo: - É sim, mas o aeroporto de Ryanair é o
Glasgow Prestwick Airport!!!
- Como é a estória??????? :O
- Sim, deixe me ver sua passagem!! É isso mesmo, você tem que ir pro Prestwick.
- E onde eu pego o ônibus que vai pra lá?
- Não tem ônibus pra lá não. Pegue um ônibus pra cidade e depois um pra lá.
- E quanto tempo isso leva mais ou menos?
- 30 min pra chegar na cidade e mais 1:20h pra chegar no aeroporto.
"Fudeeeeeeeeeeeu!!!!" Com o F maiusculo e na fonte 72.

PS: Eu fui procurar depois de ter chegado de viagem onde fica esse aeroporto e fiquei totalmente besta como é longe. É toalmente fora de Glasgow, dá uma olhada na distância de um aeroporto pro outro.

Indo de carro direto pra lá seria assim:


Voltando...
Já era umas 11:30h e o vôo saia às 13:50h. Eu tinha 2:20h pra estar lá e o tempo que eu ia levar pra chegar lá (considerando um sistema ideal - sem ter que esperar nada nas paradas de ônibus) seria 1:50h. Só que eu ainda ia ter que fazer o check-in e passar pela imigração, uma vez que a viagem era pra Itália. Pronto, tudo mudou completamente. Enquanto eu saía correndo do aeroporto pra encontrar o ônibus pra ir de volta pra cidade, eu já comecei a pensar na multa que seria pra mudar o horário da passagem (com certeza seria muitas vezes mais cara que a passagem original). Pra quem não sabe, a ryanair oferece tarifas muito malucas. Essas passagens por exemplo foram de graça. Eu só paguei as taxas de embarque, que no total, deram uns 100R$. Poxa, com 100R$ você num viaja nada de avião no Brasil. Bom, voltando...

O ônibus que eu tinha pego pra vir ainda estava lá, e eu fui direto nele. Já entrei perguntando desesperado se ele sabia de algum outro ônibus que eu poderia pegar pra chegar no Prestwick correndo. Como já era de se esperar (pelo meu incrível histórico de azar), ele não sabia. Mas eis que surgiu o herói da história, o cara que salvou toda a minha viagem. Como eu não sei o nome dele, vou chamar de Super Blue (porque ele vestia um macacão azul).

O SB era o cara responsável por marcar o horário e o dinheiro arrecadado pelo ônibus que chegavam lá, exatamente igual ao que acontece nos ônibus da Cabral em Campina Grande. Enquanto eu (já me tremendo todo) perguntava ao motorista sobre uma possível salvação, ele escutava do lado e foi puxando logo um papelzinho do bolso de trás.
- Você quer ir pro Prestwick né? Vamos ver aqui na tabela dos horários de todos os ônibus e trens... Depois de várias indas e vindas, várias perguntas e respostas entre ele e o motorista, chegamos ao trajeto perfeito.
- Pegue esse ônibus aqui mesmo, desça na parada 1839, depois dobre a rua, ande 150 metros, entre na estação de trem no outro lado da avenida, e pegue o trem certo. Ele deve sair às 13h e chegar lá às 13:40.
- Beleza, valeu!!

O ônibus saiu tranquilamente enquanto o tempo corria e eu me aguniava. Vocês não imaginam quantas vezes eu olhei pro relógio durante esse percurso de ônibus. Eu lembro de ter olhado 3 vezes durante o mesmo minuto kewkewkekwe. E o pior, eu ia desce num canto da cidade que nunca tinha ido e que eu nem sabia como era (como eu soube a hora de descer? o motorista gritou pra eu descer) e ainda tinha que achar a ferroviária. Como diria a sabedoria popular: "O que é um peido pra quem já está cagado?". Agora já era.

O motorista gritou lá na frente do ônibus e eu saí correndo com aquela mochila gigante (quando eu pesei, descobri que tinha 19kg - culpa das roupas de frio).
Achei a ferroviária. "Aeeee! Agora só falta comp..." e me deparo com uma fila gigante.
Bom, a fila não era gigante não, mas pra quem tá com pressa, 8 pessoas na frente já é uma fila de se perder de vista. E é claaaaro que todas as integrantes do sindicato das Velhinhas por um Mundo Sem Pressa estavam na minha fila. Cara, eu juro que já tava pensando em pedir arrêgo. 10 min se passaram e minha vez enfim chegou. Joguei as moedas na quantidade que o visor verde pedia, arranquei os tickets da mão do gordão (ele era a mistura de Jô com Enéias) e fui correndo subindo as escadas que ele me indicou. Chegando lá, o canto mais limpo (como diria um amigo meu de C. G.). Nada de trem. 8 minutos atrasado indicava o telão. "Essa bosta!!! Eu num queria ir mesmo pra Iitália".

8 minutos depois, o trêm Britânico de espírito brasuca chegou e todos da plataforma embarcaram muito rapidamente (acho que eu não era o único atrasado - eram umas 13:10h quando ele saiu da estação). "The dream is over" era a única informação presente na minha mente naquele momento.

13:20h...13:30h...13:40h e naaaaada. Bendita hora em que o trem anunciou:
- Dim Dum! Próxima Parada: Aeroporto Prestwick Glasgow!!

Rapaz, o que foi de mala sendo tirada dos maleiros com ignorância, de gente se levantando aperriado e gente se acordando não foi brincadeira. O trem parou, as portas se abriram e o aeroporto se tornou uma linha de chegada numa corrida de 100 metros. O que foi de gente atropelando outros não tá escrito (já era 13:47h).

Saindo da estação em direção ao aeroporto nós temos que passar por um corredor bem longo, daqueles encapertados e com as paredes de vidro (coisa de aeroporto mesmo). O que geralmente se cruzava em 4 minutos foi crusado em 40 segundos e olhe lá. O primeiro guichê visto (e depois que a ficha caiu, descobri que era o único em todo o aeroporto) era o da Ryanair. A mulher viu como se mostra a passagem, o passaporte, bota a bolsa pra pesar, coloca a fita de segurança nos zíperes e checa tudo no melhor jeito Se Vira nos 30 de se fazer.

Tudo pronto com a bagagem (já era 13:58h). Lá fui eu correndo pra sala de embarque bem atrasado rezando por um milagre. Abri a porta, e me deparei com um trilhão de pessoas. Totalmente suado e cansado, acenei pro primeiro cara de crachá que passou e perguntei sobre o vôo para Torino (esperando o pior). E aí com a maior cara de papaimedeuumcartuchonovoprosupernintendo ele me explica que o meu vôo ainda não saiu, e sequer foi avisado sua plataforma.
"Puta que pariiiiiiiiu hein??" pensei eu. "Eu passo esse tempo todo sofrendo do coração, correndo com uma tonelada nas costas pra você me dar uma notícia dessas?". Mas eu gostei tanto da notícia que eu deixei pra lá. Putz, a sala de embarque era uma bagunça. Tinha passageiros de 4 vôos: Torino, Stockholm, Dublim e outro que eu não lembro, num lugar meio que apertado.

Daqui a pouco eles anunciam plataforma por plataforma e as filas começam a andar.



E foi assim que minha viagem começou. Como eu sei que ninguém vai ter paciência pra ler isso tudo, eu vou ser menos exigente nos comentários que virão kekekeke.

A viagem apenas começou a ser contada, muita coisa ainda vem por aí.

Vlw

17 comentários:

Lucas Krempel disse...

PQP...que correria FDP...hehehehehe
Ainda bem que deu certo no final. Continua essa história ai...
Espero sua colaboração no blog também.

Avise sobre os posts novos.

Déborah disse...

Aeeee! Deu certo! Hahahaha! ;D
Estou ansiosa pelo próximo capítulo. :D

Leticia disse...

eu quero saber do restoooo...
conta conta conta !!!
kkkkkkkkkk
quase que me acabo de rir aqui... mas digo que em algum momento fiquei ate com uma certa peninha de voce!
hauhauhuahua

mas ainda bem que deu tudo certo ne ?!
:D

Thâmara disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk
meniiiino do cééu!
que perreeengue

johannes disse...

auhuauhauhauhuauahuhhauhhauhauhauhauhua^n

reclamando de barriga cheia, o normal seria o cara dizer "o voo já partiu"

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

mah disse...

realmente eu nao li mesmo --
muito grande mais eu li o finalzinho E ainda bem que vc n esta sendo exigente pq eu nem sei oq comentar ;~~ jaa que num li

Larissa disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
ri demais, viu!
meeeu amigo, só faltava eu lá e tu me empurrando com a unha do dedão nas minhas costas e mandando eu correr e eu falando que isso é o máximo que eu consigo correr!ehuehuehushuahsushe
tu ia ficar feliz demais!

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHH
CONTA O RESTOOOOOOOOOOOO

Tiago Piauií Soneca disse...

uhahuahuuhaa
esse logan....
engraçado d+++++

o ruim eh q o texto ficou tão grande, tanta coisa pra comentar q nem tem espaço, hahahha

esperando pelas cenas dos próximos capítulos ^^

Fabiano disse...

Que correria da porra !!! aHUAHUHUAUHHAUuhAuhhuauA

Ainda bem q deu tudo certo, e espero que o resto seja assim tbm :D

Abraços meu velho e continua a correria !!!

Catharine disse...

Mermão, isso sim que é aventura, hein?
haeuheuheuaheuehuaehaeuhaea

Rapaz, era pra tu ter parado a narrativa no momento que tu pergunta ao carinha sobre o vôo. Só assim o povo ia ficar na curiosidade e ia vir aqui depois, pra ver o resto.
Gostou da estratégia pro ibope?
HAEUHUEAHEUAHEAUHEEUHEUHUEHUEHUH

Eduardo disse...

auhuhahauhuauhauhauhahuaauhauh
palermo tu passa por cada uma visse...
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

quero saber do resto!

abraço

Jhésus Tribuzi disse...

Caralho, quero ler esse texto direito! aiuehaeihh!

Mochileiro, hein? :D

Mayrla disse...

Minhaaaa nossaaa...quase q num sai hein? Mas dpois de tanta correria, enfim, vc conseguiu...e ai como foi??
=*****

lcss disse...

sou doida pra fazer isso (me refiro ao mochilão, não a errar o aeroporto!)
:P

Torino eh a cidade de Mirna, lembras dela?? :D

Nanda disse...

Que aventura, hein?!
Que bom que ocorreu tudo certo, até aqui pelo menos.. rsrs
Adoro a forma como vc escreve, texto muito longo, mas nada cansativo.. bom saber o que acontece com você por aí, e que histórias !!
Tô esperando aqui pra saber sobre o fim desse mochilão!

Beijoss!!!

Paula disse...

Conta logo o restoo... senão vc vai esquecer todos os detalhes sórdidos que todo mundo quer saber!!!

camila disse...

Pois é PaLESMO, correria danada, se fosse eu certeza que tinha desistido no meio do caminho, mas ainda bem que deu tudo certo. "Tudo está bem quando acaba bem"... cadê a continuação?

ps: eai, sou de palavra ou nao?
:)